quinta-feira, fevereiro 14, 2008

A Bonança

Veio a tempestade.
Ventos azuis de dor
preencheram dias e
noites de solidão.
A dor de perder,
a dor de amar.

A noite veio silenciosa,
os dias ensurdecedores.
Sons de hoje,
sons de ontem.

Dias de luar, de perda.
Ondas de sereias
perdidas na tempestade
de te querer.

Com o raiar de uma nova esperança
Com o despertar de um novo dia
O choro silenciou
A tempestade perdeu a vontade
E voou para longe.

Depois da tempestade,
A alegria de sorrir,
O desejo de amar...

1 comentário:

Ariane Ragues disse...

olá Pandora td bem?
eu sou Ariane e assim como vc eu tb sou blogueira (c quiser visitar o meu, o link é: http://coisasdaariane.blogspot.com/.
Achei linda a sua poesia e coloquei o seu blog na minha lista d indicações pq gostei do conteúdo, espero q tb goste do meu blog!
ps. c vc visitá-lo, deixe um comentário (por favor). até lá!

A última vez | The Last Time

Um dia destes, é tarde demais. Um dia destes, …acordamos com a cabeça branca, e arrependemo-nos de todos os minutos desperdiçados, ...