Coração perdido

A tua mente... um espelho tão límpido, tão claro.
Porque não ouves o tumulto que desaba em teu redor?
Porque te escondes na tua própria sombra,
uma imagem distorcida de quem és?
Porque não olhas o sol de frente?
Atreve-te, surpreende-te,
Vive a espantosa vida que te espera!
Constrói castelos com as pedras que encontras no teu caminho,
Limpa o pó dos teus sonhos e atreve-te!
Ao sol, o mar é mais azul,
Os pássaros chilreiam lindas melodias de sonhar
E quem sabe?
Talvez no fim do arco-íris, um tesouro te espere.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

A última vez | The Last Time

Desabafo de pouca monta, ou As voltas que esta cabeça dá: