sábado, julho 02, 2011

Suspiro

E por mais que escreva as cores do mundo, dói-me a alma.
E por mais que se embeleze a dor, cai poeira na voz.
E por mais que se tente...

Este é o mais um começo de história.
Um início que se perderá antes de terminar.
De novo, e de novo...

Não há arco-íris,
Não há fadas, nem princesas
Querubins ou duendes.
Por mais que as cores magoem os olhos,
Por mais que os sons encantem a alma,
É uma história que não acabará.

O último suspiro...
O último desabrochar...
O último sol, a última lua...
Não virão.

Tudo ficará como está,
Instável,
Doente,
Moribundo.
E o fim... Não virá.

Sem comentários:

A última vez | The Last Time

Um dia destes, é tarde demais. Um dia destes, …acordamos com a cabeça branca, e arrependemo-nos de todos os minutos desperdiçados, ...