terça-feira, junho 30, 2015

Vamos!



Anda, vamos partir, vamos à descoberta.
Anda, leva-me contigo.
Agarra-me na mão e conduz-me por caminhos desconhecidos.
Vamos descobrir novas vidas que não sabíamos possíveis.
Quero sentir cheiros diferentes e ver cores novas.
Sentir um sol diferente na pele, arrepiar-me com ventos de outras direcções.
Anda, vamos fechar os olhos e partir.
Esquecer tudo e descobrir mundos.
Agarra-me com força e não me deixes fugir.
Anda, vamos. Não esperes mais.
Aquele mar espera que nos banhemos e limpemos a alma da poeira da estrada.
Aquele horizonte conta estórias de outras vidas.
Anda, escolhe um novo nome, uma cara diferente.
Põe a fantasia de outros tempos, mascara-te e vive!
Anda, vamos esquecer todas as primeiras vezes, e recomeçar, de novo.
Vamos deixar para trás todos os amanhãs que prometemos e nunca chegaram, e vamos viver novas aventuras!
Simplesmente, vamos.


Come, let’s leave, and part on a discovery.
Come, and take me with you.
Hold my hand and lead me into unknown paths.
Let’s find new ways that we didn’t imagine possible.
I want to feel different smells and see new colors.
Feel a different sun enter my skin, and get chilled by winds coming from other directions.
Come, let’s close our eyes, and go.
Forget everything and discover new worlds.
Hold me tight. Don’t let me run away.
Come, let’s go. Don’t wait any longer.
That sea awaits for us to bathe in it and clean our souls from the dusty road.
That horizon will tell us stories of other lifetimes.
Come, chose a new name, a new face.
Put on the fantasy of other times, get the mask on and live!
Come, let’s forget all the first times, and star over, once again.
Let’s leave behind all the tomorrows that we’ve promised and never came, and let’s live new adventures!
Let’s, simply, go.

1 comentário:

Anónimo disse...

Vamos; há um caminho que nunca acaba!

A última vez | The Last Time

Um dia destes, é tarde demais. Um dia destes, …acordamos com a cabeça branca, e arrependemo-nos de todos os minutos desperdiçados, ...